Dicas

TIPO3

GARANTIA

A garantia é dada desde que observados os termos contidos no “Termo de Garantia”, referendado pela AFEAL – Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio, da qual a empresa garantidora é associada; e de acordo com a lei 8.078 (Código de Defesa do Consumidor), em seu artigo 26, pelos prazos adiante estabelecidos, os quais tem seu início à partir da instalação da Cortina de Vidro, constante dos documentos fiscais.

1 – No momento da entrega para todo e qualquer vício ou defeito aparente ou que não estejam em conformidade com o projeto;
2 – Pelo prazo de 2 anos para recolhedores de palhetas, motores e conjuntos elétricos de acionamento;
3 – Pelo prazo de 2 anos para borrachas, escovas, articulações, fechos e roldanas;
4 – Pelo prazo de 5 anos para perfis de alumínio e acabamento de superfície (anodização ou pintura) e fixadores

A garantia acima descrita ficará automaticamente cancelada no caso de ocorrerem as seguintes hipóteses:
a) Se durante todo o prazo de vigência da garantia não for observado o que dispõe o “Termo de Garantia”
b) Se forem causados danos por mau uso, manuseio inadequado, substituição de peças e partes ou ajustes executados por terceiros não autorizados pelo fabricante;
c) Se forem feitas instalações de cortinas ou qualquer aparelho, tais como: persianas, ar condicionado etc., diretamente na estrutura das esquadrias, ou que com elas possam interferir;
d) Se ocorrer danos aos componentes, pintura ou camada anódica causados por agentes corrosivos, produtos alcalinos e resíduos aquosos provenientes de infiltração de lajes e rebocos;
e) Se for feita qualquer mudança na esquadria que altere suas características originais.

 

LIMPEZA E CONSERVAÇÃO

A limpeza de todos os componentes, inclusive vidros, deverá ser feita utilizando solução de água e detergente neutro a 5%, com o auxílio de esponja (não abrasiva) ou pano macio, observando, no mínimo, os seguintes intervalos de tempo:

    • A cada 12 (doze) meses em regiões não poluídas;

    • A cada 6 (seis) meses em regiões poluídas;

    • A cada 3 (três) meses em regiões marítimas ou industriais.

Não limpar as guarnições de vedação com os seguintes materiais: vaselina, combustíveis em geral, solventes, ácidos diluídos, querosene, lubrificantes sintéticos, benzeno, óleo mineral, thinner, tolueno e toluol. Não usar em hipótese alguma, detergentes saponáceos, esponjas de aço ou material áspero, lixas, abrasivos, produtos ácidos ou alcalinos, produtos derivados de petróleo, objetos cortantes ou perfurantes para auxiliar na limpeza de locais de difícil acesso (neste caso, usar pincel de cerdas macias embebido em solução de uso permitido).

O sistema exige que os trilhos superiores e inferiores sejam mantidos sempre limpos, para tanto as caixas de dreno devem ser limpas a cada 3 (três) meses a fim de prevenir entupimentos que impossibilitarão a adequada drenagem da água acumulada nos perfis inferiores das esquadrias.